Carros voadores: por que ainda não os temos?


Quando o desenho animado Os Jetsons foi lançado, nos anos 1960, todas as fichas foram apostadas nos carros voadores. Mas agora, mais de 50 anos depois, continuamos sobre o asfalto.

Para Adam Frank, professor de astrofísica da Universidade de Rochester, o problema é que ninguém aprendeu a manipular a gravidade. Existem quatro forças da natureza capazes de movimentar objetos: gravidade, eletromagnetismo, força nuclear e força nuclear fraca.

“De todas as forças da ciência moderna, só dominamos o eletromagnetismo”, diz Frank em artigo publicado no The New York Times. “Todas as nossas formas de voar envolvem aplicação da força eletromagnética. O barulho, o perigo, a poluição e a ineficiência são provas da nossa abordagem bruta ao desafiar a gravidade.”

O veículo mais próximo do carro do desenho animado entre os que existem hoje é o Transition, da empresa Terrafugia. Ele é abastecido com gasolina e pode ser estacionado em uma garagem comum, mas, quando o trânsito complica, também consegue voar. O lançamento está previsto para 2016, por US$ 280 mil – mais elitista do que os Jetsons prometiam.

Fonte: The New York Times
Carros voadores: por que ainda não os temos? Carros voadores: por que ainda não os temos? Reviewed by Rômulo Silva on abril 03, 2015 Rating: 5

Nenhum comentário